2018


Um corpo humano e um bambu se bastam. Do encontro minimalista entre um bambu oco e um corpo recoberto de experiências da artista, uma profusão de imagens e significados invadem o imaginário do público. Num vazio, se desenrola uma dramaturgia ilustrada por meio da poesia, do corpo, do vegetal, do gesto, do olhar, do som e da luz.


Classificação indicativa: 14 anos

MINI RELEASE

 

A Cia Nós No Bambu, conhecida por sua estética e poética singulares, a dança acrobática em instrumentos artesanais de bambu, traz aos palcos o primeiro espetáculo solo de sua cofundadora, a multiartista Poema Mühlenberg. O Vazio É Cheio de Coisa é uma síntese afetiva e visceral da relação desenvolvida por Poema ao longo de seus 15 anos de aprendizagens, pesquisas e criações em arte corpo bambu.

FICHA TÉCNICA ORIGINAL


Concepção: Poema Mühlenberg
Intérprete criadora: Poema Mühlenberg
Direção: Edson Beserra
Coreografia: Edson Beserra e Poema Mühlenberg
Colaboração Coreográfica: Ana Flávia Almeida
Cenografia e Bambuzeria: Poema Mühlenberg
Rigging - Projeto e Execução: Daniel Lacourt
Confecção de Corda Artesanal: Daniel Lacourt
Trilha sonora/ Direção musical: Samuel Mota
Gravado e Masterizado em: Zarabatana Records por Samuel Mota
Vozes: Camila Becker
Instrumentação: Samuel Mota
Direção Técnica e Concepção de Luz: Emmanuel Queiroz - Trupe do Cerrado
Figurino: Poema Mühlenberg
Costureira: Ester Ponte

Colaboração em Cenotecnia e Rigging: Jackson Prado
Audiovisual: Caetano Maia
Fotografia: Diego Bresani
Programação Visual: Daniel Grilo
Coordenação de Comunicação/ Assessoria de Imprensa: Anamaria Mühlenberg
Preparação Corporal: Pratique Movimento -

Rodrigo Salulima, Fábio Henrique MesquitaVinícius Gesteira
Elaboração de projeto: Liane Maria Mühlenberg e Giseli Tressi
Produção de Circulação: Giseli Tressi
Produção Executiva: Anamaria Mühlenberg
Produção: Galpão Bambu - espaço de criação
Realização: Cia Nós No Bambu

Fotos & Vídeos

Clique sobre a imagem para ampliar.

Clipping

1/6

Foto: Diego Bresani