1/2

2013

TEIA (paralaxes do imaginário) é uma poesia visual, metáfora de caminhos que se cruzam, se permeiam, se transformam. O espetáculo narra a viagem mais profunda da Cia Nós No Bambu, que surpreende com sua poética inovadora em esculturas artesanais de bambu, ao mesclar circo, teatro e dança. TEIA é um depoimento onírico sobre a vida, em que o olhar do espectador é envolvido por realidades alternativas, intercambiáveis, desenhadas por sua imaginação e afeto.

MINI RELEASE

A narrativa do espetáculo propõe uma viagem, onde as intérpretes criadoras expressam-se através da teia da vida. Essa teia é construída com as paralaxes do imaginário, que representam os movimentos alternados do pensamento. O encanto nesta viagem pela teia é justamente deixar-se levar pelos universos oníricos alcançados através das esculturas de bambu. E perder-se nesses percursos imaginários das infinitas possibilidades de paralaxes.

O espetáculo é o resultado de dois anos de pesquisas em duas vertentes principais: as esculturas artesanais de bambu e o aprimoramento artístico e técnico de suas intérpretes criadoras. A montagem contou com renomados artistas internacionais e nacionais. A teia que a Cia Nós No Bambu teceu neste espetáculo foi um passo significativo na desafiadora construção de poética, estética e técnica originais, inspiradas pela relação com o bambu. Este projeto foi proporcionado pelo edital Petrobras Cultural de Manutenção de Companhias Circenses.

FICHA TÉCNICA ORIGINAL

Intérpretes criadoras: Ana Flávia Almeida, Beatrice MartinsNara Faria, Poema Mühlenberg e Roberta Martins
Direção artística e coreografia: Roberto Magro
Dramaturgia: Intérpretes criadoras e Roberto Magro 
Material coreográfico: Diogo Dolabella, Elodie Doñaque, Jorge Allue, Peter Jasko e Roberto Olivan 
Direção musical e trilha sonora original: Laurent Delforge
Músicos criadores: Laurent Delforge, George Lacerda, Pedro MartinsOcelo Mendonça e Andrea dos Santos
Cenografia em bambu: Marcelo Rio Branco e Jozimar Marinho
Consultor cenotécnico: Daniel Lacourt
Pesquisa técnica em aparelho de bambu: Carlos Marin e Vitor Marçal
Cenotécnico: Jackson Prado e Jozimar Marinho
Rigger: Jackson Prado
Orientação de pesquisa no Sistema Integral Bambu: Marcelo Rio Branco
Professora de pilates e alongamento: Lina Frazão
Preparador físico e técnico de ginástica artística: Carlos Augusto Bezerra
Fisioterapeuta: Daniel Avelar/ Instituto Totum
Professora convidada de dança: Marcia Duarte
Design  de luz e operação: Higor Filipe
Figurino: Maria Carmen
Execução do figurino: Ester Ponte
Design aromático: Shirley Lopes
Identidade visual: Welder Rodrigues
Programação visual: Renata Fontenelle
Fotografia de divulgação: Daniel Lavenère 
Diretor de circulação: Willian Lopes
Ensaiadora: Lina Frazão 
Elaboração do projeto: Liane Mühlenberg, Nara Faria e Poema Mühlenberg 
Direção de produção: Poema Mühlenberg
Produção musical: Jenny Choe e Francisco Peçanha
Consultor na maestria do bambu: Lúcio Ventania
Consultor estratégico: Junior Perim
Assessoria de comunicação: Anamaria Mühlenberg
Assistente de comunicação: Ricardo Caldeira
Assistente de produção: Nara Faria
Produção de base: Ricardo Caldeira e Stela Furtado (estagiária)
Eletricista cenotécnico: Adílio Ferreira de Souza
Apoio na manutenção: Adão Francisco da Conceição e Maria Oneide Alves da Costa 
Produção de circulação: Giral Projetos Socioculturais
Produção executiva e captação de recursos: Liane Mühlenberg
Realização: IPAM - Instituto de Pesquisa Ação e Mobilização

Fotos & Vídeos

Clique sobre a imagem para ampliar.

Espetáculo TEIA (paralaxes do imaginário) Foto: Daniel Lavenere